Meu booker não me odeia! Tudo que o modelo precisa saber sobre o booker. (PARTE 1)

10:41 AM Jessica Lupiao 0 Comments

O assunto da vez é Booker, mas como esse é um papo é longo, melhor dividir esse post em duas partes, nesta primeira vamos falar da equipe e dos deveres da mesa de um booker...


Hey people,

Bookers, também conhecidos como agentes de modelos, orientadores e assessores para os mesmos, são aqueles que muitas vezes fazem papel de pai e mãe de modelos menores de 18 anos, quando os responsáveis não estão por perto. Eles são extremamente importantes no mundo da moda, estão por trás do glamour visto nas passarelas e páginas de revistas, organizando os mínimos detalhes para que tudo saia em perfeita harmonia, além de, é claro, garantir a segurança não só de seus modelos na hora de encontrar e fechar trabalhos, mas também para que seus clientes recebam um serviço de modelagem de qualidade.
Mas vale lembrar que nem todo dono de agências de modelos é booker, assim como a pessoa que “vende” book ou agenciamento para modelos também não é!

Ficou confuso? Calma, vou explicar tim-tim por tim-tim quem é o booker, o que ele pode fazer por você, e como você deve fazer para ter uma excelente relação profissional com o booker responsável pela sua carreira. Bora lá?

Duas das Booker que mais admiro:
Juliane Truffaut - amiga dos tempos de faculdade e hoje booker na Ego Management Cruzeiro.
Nathalie Bernier - já foi diretora e head booker na Elite Model Management em Nova York
e hoje é dona da N.Bernier Management no Rio.

Booker e sua equipe
Como uma andorinha só não faz verão, um bom booker conta com a ajuda de uma boa equipe, esse grupo de profissionais responsáveis por cuidar de modelos já agenciados e do contato com clientes, que normalmente é chamado de “mesa booker ou “departamento de booker dentro da agência.  O tamanho da equipe do booker depende do quão grande é a agência, da quantidade média de clientes que ela atende e do número de modelos que ela já está agenciando - agências do interior tendem a ter números menores, por isso a mesa booker tende a ser pequena, já agências em grandes cidades e capitais tendem a ter uma mesa de booker maior para atender a maiores demandas.
A mesa booker pode ter apenas um booker com um ou dois assistentes, ou pode ser composta por vários bookers, cada um cuidando de um perfil diferente. Em mesas com equipes grandes e de vários bookers, é comum que um deles seja o líder, esse profissional é chamado de head booker.



Deveres do booker
Cuidar do modelo: Parte do dia-a-dia do booker envolve preparar e treinar seus modelos para o mercado de moda, isso inclui dar aqueles toques de como cuidar da aparência e que profissionais procurar para melhorá-la ainda mais (esteticistas, cabeleireiros, dentistas, nutricionistas, dermatologistas, academia e o que mais ele achar necessário) - assim como ensinar o modelete a ter postura, desfilar, como se comportar na frente das câmeras, como se vestir para os testes, indicar que o modelo faça cursos específicos para carreira ou cursos extras como teatro, expressão corporal, inglês, etc.
#FicaaDica: Vele lembrar que nenhum booker ou agência é responsável financeiramente por qualquer um dos tratamentos, melhoramentos ou cursos sugeridos. Esses custos, assim como o do book, normalmente são por conta do modelo. Mas como para toda regra há exceção, algumas agências e bookers têm parcerias com esses profissionais, conseguindo cortesias, permutas ou descontos para seus modeletes.


Atender clientes: O booker é a ponte direta entre a agência e os clientes, ele fica responsável por recepcionar, atender e cativar clientes para a agência. Muitos bookers criam relações profissionais de confiança e fidelidade com seus clientes, desta forma toda vez que esse mesmo cliente tem um trabalho novo, ele tende a buscar modelos com o mesmo booker. Por isso eles prezam tanto para que os modelos façam bons trabalhos e não cometam erros que possam abalar essa relação. Quando o modelo “pisa na bola” por falta de profissionalismo ou responsabilidade, o booker pode ficar “queimado” com esse cliente e perder trabalhos futuros.

Indicar modelos para testes e trabalhos: Alguns dos trabalhos que chegam à mesa de booker precisam de testes, assim o cliente pode ver pessoalmente os modelos indicados e escolher o que melhor atende às especificações do job em questão. Outros trabalhos já dispensam testes, o cliente já escolhe um entre os modelos indicados através das fotos do composite (cartão impresso ou digital que reúne de 2 a 5 das melhores fotos/trabalhos do book do modelo, suas medidas, manequim e altura) e polaroides (fotos super recentes do modelo sem maquiagem e sem edição). Com ou sem testes, os modelos que são apresentados para o cliente são selecionados pelo booker - ele tem a missão de entender o que o cliente busca e selecionar as melhores opções de modelos dentro daquele perfil.

Explicar sobre os testes e trabalho: O bom booker vai entrar em contato ou chamar para um “apontamento”, os modelos que foram selecionados para um teste ou trabalho. A ideia é explicar qual é o trabalho e o que é esperado do modelo, além de dar umas diquinhas básicas para ajudar a pegar esse job.  Vale lembrar que até esse ponto, o booker já fez a parte dele e que agora a tarefa de encanar o cliente e garantir esse trabalho é toda do modelo. É isso mesmo, modelete... Você tem que dar seu melhor e correr atrás do que quer.

Verificar e fechar contratos: O booker também tem a tarefa de verificar os contratos entre modelos e clientes, ele se certifica de que todos os combinados estão garantidos no contrato, de que as cláusulas de uso de imagem estão de acordo, que modelo e agência receberão o correto pelos serviços prestados. Uma vez que esteja tudo certo, o booker faz com que modelos e clientes envolvidos assinem e recebam suas cópias dos contratos.

Corrigir modelos: Como eu já disse lá em cima, quando um modelo “pisa na bola” durante um trabalho, ele não prejudica apenas a si mesmo, mas também a mesa de booker da agência e todos os outros modelos agenciados por ela. Em alguns casos, o cliente pode reclamar sério com o booker sobre os problemas causados por seu modelo, cancelar o trabalho (e os cachês) ou até cobrar multas contratuais da agência.  É claro que isso reflete em consequências para o modelo, dependendo do grau de gravidade dos problemas causados, e o booker pode tomar diferentes medidas, como: conversar seriamente com o modelo sobre os problemas ocorridos (a famosa bronca), privar o modelo de ser indicado para testes e trabalhos por tempo determinado (também conhecido como “colocar o modelo na geladeira”), cobrar multas contratuais do modelo, cancelar agenciamento do mesmo e até, em casos extremos, abrir processos legais contra o modelo.



Ufa, quanta coisa... Mais isso não é tudo! 
Como modelete top é modelete bem informado, não perca a segunda parte desse papo sobre booker, aqui no Desacomoda. Posto na semana que vem, prometo!!!
_______________________________________________________________________________
Fotografias: Facebook e Google Images

0 comentários :